Documentário: Gaga: Five Foot Two



Olá, queridos leitores! 

A novidade de hoje é que temos uma convidada para resenha do documentário"Gaga: Five Foot Two", ela se chama Alanna Serafim é uma das minhas melhores amigas e o que tem de tamanho tem de fofura [kkk], vamos a resenha. 



Gaga: Five Foot Two

Gaga: Five Foot Two é um documentário biográfico sobre a cantora norte-americana Lady Gaga. Dirigido pelo artista visual e documentarista Chris Moukarbel, produzido por Bobby Campbell, Heather Parry e pela própria Lady Gaga. O filme teve sua pré estréia em 08 de setembro de 2017 no Festival Internacional de Cinema em Toronto antes do lançamento mundial em 22 de setembro de 2017 pela Netflix. 


Com pouco mais de 1 hora e 30 minutos, apresentado num estilo de cinema verité, o filme documenta os momentos mais importantes da carreira e vida pessoal da Lady Gaga no ano de 2016,todo processo de produção e lançamento do seu quinto álbum, Joanne, e da preparação para apresentação no Super Bowl, considerado o evento com maior audiência da televisão dos Estados Unidos.

Se você é daqueles que está acostumado a vê-la como a polêmica popstar, se apresentando em premiações fazendo coisas mirabolantes (quem não lembra do icônico vestido de carne no VMA?), e espera que o documentário entregue uma diva poderosa, com coisas chocantes, esqueça!

Five foot two tem uma funcionalidade própria, cautelosa e simples com o objetivo de montar subtemas para dar um suporte que atenda as pessoas que é Stefani Joanne Angelina Germanotta. São muitos lugares e pequenos elementos a serem considerados, todos interessantes mas que deixam a obra com o ar de bagunça, como se não existisse um fio de meada costurando os principais eventos, que vão das conversas e convivência da cantora, breves encontros com amigos e familiares, até os ensaios para o grande show, as gravações de Joanne, as sessões de maquiagem, o isolamento, as indicações de desespero e a batalha extremamente dolorosa de se ver, da artista contra a fibromialgia.


O brilho de botas glamurosas de alguém sendo içada e música dramática, que sugere estar vindo mega produção. De repente tudo muda. E é sem maquiagem, meio descabelada, calça de moletom e body simples, é assim que Lady Gaga aparece, e se esconde sem jeito com vergonha da câmera. Claro que não é novidade para ela, mas de alguma forma lhe custa a ideia de ser filmada longe do glamour, bem à vontade, com roupas simples de ficar em casa e rodeadas de pessoas normais que a ama. É até engraçado vê-la ficar tímida. Assim começa Five Foot Two, e se aprofunda aos poucos em seu objetivo, até chegar a um ponto em que, até quem possui uma imagem distorcida da artista há de conseguir enxergá-la sob nova perspectiva!

É bem intenso. Chega a ser estranho porque Lady Gaga já teve a oportunidade de ser mostrada de todos os ângulos, mas nunca de forma ‘nua e crua’ como ela diz e é isso que o Moukarbel  traz, vulnerabilidade, momentos de fragilidade e um ser humano sensível. Também a alegria de quem acaba de se descobrir, de ter aprendido a lidar com sua imagem e perceber que não precisa de fantasia para esconder-se de si mesma. Entre uma pausa para uma xícara de chá ela afirma: ‘ EU Nunca me senti confortável o suficiente para cantar e ser desse jeito que sou agora... ’ ‘Nunca me senti bonita ou inteligente o suficiente ou uma boa artista. Essa é a parte legal agora. Eu não me sentia bem assim, agora sinto. De tudo que mereço, e agora sei que mereço, essa é a melhor de todas. Saber que valho algo e ficar tranquila com isso. ’     


E ela se desnuda, nos dois sentidos. O topless na beira da piscina curtindo o sol durante uma reunião, não há com que se intimidar por estar vestida apenas com a parte de baixo do biquíni, seu poder de liderança é que domina, a força que levou a ser quem é, dona de sua carreira e decisões tomadas sem receio algum, a atriz disciplinada que se prepara e dona das rédeas de sua vida. Somente após um tempo acompanhando seus passos e sua íntima relação e presença familiar, é que nos damos conta da história por trás do álbum Joanne.

As dores...

A dor e a morte ganham vozes na vida de Lady Gaga e revelam suas inseguranças, é e nesse ponto que o longa atinge o objetivo de mostrar que mesmo alguém tão repleta de recursos e sucessos atravessa o que há de mais humano, a dor. Cobranças da idade e as realizações de vida como artista, o amadurecimento e a busca por novos patamares em sua jornada como cantora e compositora são temas abordados de diferentes ângulos por ela, que vai do carinho pelos fãs e tristezas pessoais entrelaçando-se com a vida profissional. A cada nova exigência o documentário indica partes do cotidiano que um artista atravessa a cada novo projeto. Afastando-se vários momentos de sua personagem mas sem renegá-la, deparamos com Gaga sendo dramática, insegura, em pânico, chorando de dor, chorando de solidão. Há contradição, uma hora se diz forte em outra desaba alegando ser apenas uma garotinha. Percebemos onde a Lady Gaga termina e Stefani começa, a linha tênue que as limita, a existência como um Yin Yang, energias opostas se complementando. E lá está a garota do estúdio, a mulher que bate de frente com o machismo da indústria, quando ultimamente vemos a força das mulheres tomando proporções inimagináveis, fica claro: não há mais espaço para desigualdade.

Afinal de contas, é bom?

Para os fãs é um convite para rir e chorar junto com ela (e anote, você vai se emocionar em algum momento), para conhecê-la mais de perto e desmitificar a imagem do mito. Para quem não é fã e espera um musical e roupas espalhafatosas, pode haver decepção, até porque para isso você vai precisar ir a um show. Até vai pintar uma apresentação ou outra, mas a intenção do documentário mesmo é vender intimidade. E garanto, vale a pena assistir!


O porquê de se chamar Five Foot Two? Isso não é explicado pela Lady Gaga durante o filme ( só o fato que descobri que quer dizer 1,57 m, no sistema de medida americano, e que essa é a altura dela). Não precisa conhecer a música, esse é o nome de uma canção famosa dos anos 20, um jazz que aparece discretamente no documentário durante uma comemoração inocente enquanto nossa Lady circula entre parentes e amigos. A letra? Talvez eu já tenha falado demais (risos) Mas conta a história de homem a procura da garota de sua vida, e avisa para todos que se ela aparecer coberta de peles, nariz empinado e usando diamantes, certamente nada dessas coisas são dela, levando a entender que isso não faz ser o que essa garota realmente é. Se você encontrou alguma semelhança, provavelmente não é mera coincidência.

Segue aqui as redes sociais de Alanna Serafim. 

23 comentários:

  1. Oi tudo bem?
    Lady Gaga é mesmo uma lenda, acredito que esse é um documentário que ira fazer fãs da cantora conhece-la ainda mais.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é um convite para conhecer um pouco mais sobre ela. E nem é como cantora propriamente falando, é como pessoa, é como Stefani. Ela é um ser humano incrível! Obrigada!

      Excluir
  2. Apesar de não curtir Gaga eu sei a importância dela para o cenário musical da nova geração. Sou meio antiquada, gosto de coisas antigas rsrs não conheço praticamente nada de agora. Mas meu irmão assistiu o documentário e disse que é maravilhoso, mas que bom que gostou, isso que importa.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse não é um filme só para fãs, é um filme para todo mundo conhecer um pouco da pessoa por trás da artista que ela é. Você vai gostar, aposto! <3

      Excluir
  3. Oi! Há tempos não vejo os lançamentos da Lady Gaga, mas continuo ouvindo as mais antigas, e admiro muito a força e determinação dessa mulher. Criativa, glamorosa, e ser humano gente como a gente. Não achei estranho o fato dela ser essa pessoa tímida, pois a maioria dos artistas são assim.
    Ainda não assisti ao documentário, mas já anotei a dica aqui. Adorei! Beijão :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é um ser humano incrível, é um convite a conhecer um pouco mais. Vale a pena!

      Excluir
  4. Olá
    Eu fiquei sabendo do documentário, mas ainda não vi porque achei que seria mais bastidores de turnê e eu não gosto muito desse tipo de documentário, como você disse que é mais pessoal acho que vou dar uma conferida.
    Menina adorei sua análise, ficou muito bem feita e bem completa, parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que ótimo que você gostou! Obrigada!Escrevi com muito carinho e pensando exatamente em todos que não conhecem muito ela nem assistiram ao doc ainda. E garanto que é incrível mesmo, vale a pena conferir.

      Excluir
  5. Oi Alana!
    Adoro Lady Gaga, não só pelo seu talento musical mas tudo o que ela representa em relação à igualdade de direitos. Vi algumas divulgações do documentário, mas ainda não tive a oportunidade de ver, mas quero muito, ainda mais depois desse seu texto lindo!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Nina, muito obrigada! Que bom que gostou do meu texto, sugiro que na primeira oportunidade veja o doc, é incrível, você vai adorar. <3

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não conhecia esse documentário, mas não fiquei interessada em assistir, pois não sou mega fã da Gaga e nem acompanho sua carreira, sabe? Imagino que sua história deve ser emocionante mesmo, porque não fazemos ideia sobre o que uma pessoa passou para chegar onde está.
    Quem sabe eu não deva assistir para saber o que vou achar?
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse, é um doc que vende intimidade, não é apenas pra quem é fã e tal. Todo mundo deveria assistir, sabe? Até para conhecer um pouco sobre ela com certo distanciamento do que a mídia pinta, não é preciso virar little monster nem nada, eu não sou e consegui escrever esse texto depois. Aconselho dá uma espiada. Bjs, espero que goste!

      Excluir
  8. Olá!
    Tinha visto essa capa incrível nas redes sociais, mas como não sou fã de biografias e documentários, deixei passar. Adoro Lady Gaga, suas musicas e performances. Mas, nem se fosse super fã eu leria a biografia por realmente não apreciar.
    Foi bom saber mais sobre na sua resenha. :)
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  9. Olá! Que bom que gostou. Quem sabe você um dia mude de ideia? O documentário é incrivelmente interessante.Recomendo muito. <3

    ResponderExcluir
  10. Oiiii, vi alguns amigos comentando sobre esse documentário, mas na hora não me despertou o interesse... Agora lendo seus comentários (muito bons), o interesse foi despertado!!! Parabéns!

    ResponderExcluir
  11. Brigada!, que bom que gostou. Acredito que você vai adorar o doc, é muito legal! <3

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bem?! Eu ainda não assisti ao mesmo, memso tendo uma little Monster em casa (minha filha adora a Gaga) me faltou tempo.
    Mas pretendo resolver isso em breve, pois lendo seu review achei bem mais interessante do que parecia.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, super indico o doc. Com toda certeza esse é um filme para monsters e não monsters rsrs!

      Excluir
  13. Não sabia do documentário sobre Lady Gaga que é ao mesmo tempo uma figura polêmica e controversa em algumas circunstâncias e com relevância no universo musical.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é,muita gente não sabe ainda. Mas esse documentário é essencial, meio que um convite para conhecê-la um pouco mais de perto, sabe? Esse doc te faz analisar os dois lados dela, a figura pública e a pessoal. É incrível. A mídia, na grande maioria, descreve e te faz enxergar as pessoas de forma distorcida. Já sabia disso, mas depois que assisti tive a confirmação de que isso é verdade! Super indico, espero que goste. <3

      Excluir
  14. Cheguei a ouvir falar bastante sobre, mas não tinha procurado maiores detalhes até agora, achei bem interessante depois de ler esse post e vou procurar saber mais, obrigada pela recomendação.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Acredito que você vai adorar o doc, é muito legal! :)

      Excluir
  15. Olá!
    Apesar de não ser fã da cantora, tenho curiosidade em conhecer um pouco da sua vida. Já tinha ouvido falar desse documentário, mas ainda não tive tempo de ver, mas pretendo fazê-lo em breve.
    Amei a sua crítica.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita! Comentários construtivos são sempre bem-vindos!
Caso tenha um blog, deixe o link do mesmo junto de seu comentário para que possamos retribuir a visita!