FILMES: JONGENS (BOYS, GAROTOS)


ATENÇÃO CONTÉM SPOILERS 


Sinopse: Sieger, 15 anos, está treinando muito para os campeonatos nacionais de revezamento, quando conhece o intrigante e imprevisível Marc. A amizade que se desenvolve não parece fora do comum, mas Sieger secretamente guarda sentimentos mais fortes por Marc. Ele começa uma luta solitária consigo mesmo quando percebe que Marc também está apaixonado por ele. Mas sua mente está em outro lugar, pois acha cada vez mais difícil negar seus sentimentos por Marc. 













CRÍTICA: 
Filme holandês, produzido por Pieter Kuijpers, Sander Van Meurs, Iris Otten, com a direção Mischa Kamp, lançado no ano de 2014, o filme foi pensado e produzido para a tv holandesa, com uma proposta de retratar um recorde da vida de um adolescente nas suas primeiras descobertas.

Jongens, BOYS ou Garotos, sei lá qual seja o nome (kkkk), vem com uma postura que a maioria dos filmes de cunho homossexual não tem, pois trata-se de um filme que não possui a pegada e nem muito menos o caráter de um filme que aborte a questão do ativismo, trata-se de um filme que retrata como um adolescente está no processo de descoberta da sua sexualidade, tudo isso tratado com uma leveza e sutileza que falta em muito filmes de grande portes, e antes que me esqueça é uma PRODUÇÃO INDEPEDENTE.


Sieger é o pilar que sustenta sua frágil família. O irmão mais velho não consegue um emprego fixo e está mais preocupado com sua moto do que com o próprio futuro. E o pai passa a maior parte do tempo em casa, sem saber como lidar com os dois e nem com os seus dias. A situação deles se complicou após a morte da mãe, vítima de câncer, e cada um tenta ao seu modo seguir em frente. Um se rebelando, outro se fragilizando. E o caçula, que a princípio deveria seguir os demais, acaba sendo o porto seguro entre eles. 


A principio o jovem parece ter tudo resolvido na vida. Tem um melhor amigo, tem varias garotas ao seu redor, é popular na escola e ainda é campeão no time de atletismo. Os treinos e os momentos com os amigos acabam funcionando de outra forma em Sieger, pois se cria uma tesão, a tesão de ser o melhor amigo, o melhor corredor, o melhor em tudo. Essa tesão ou desconforto só é perceptível aos olhos de quem o observar com cuidado, algo que Marc faz. A ligação entre eles dois se dá de maneira muito tranquila, sem atropelos, sem afobação. É a irmã menor do outro que o abraça sem ressalvas, é uma ida ao rio, um toque de mãos ao acaso, um beijo que surge naturalmente. E quando percebem, um já precisa do outro com tanta intensidade como se nunca estivessem estado separados.



O filme conta com uma fotografia belíssima, são vários closes nos atores e nas paisagens que montam as cenas que é algo realmente surreal e tudo isso acompanhada de uma trilha sonora fantástica. São meros 78 minutos, mas um trabalho de direção e roteiro maravilhoso, que em certos momentos não parece ser uma produção independente, e tudo isso para construir a relação dos dois protagonistas e possibilitar a concretização deste afeto inesperado que surge entre eles.  Não é um conto de fadas, com tudo em uma visão de cor-de-rosa, há dificuldades, barreiras e problemas a serem superadas, mas estas são vencidas por uma certeza de do que se quer e do quer se é, que apenas atitudes como essas o amadurecimento nos proporciona. O filme se mostra maduro e sensível para retratar de maneira tão singular e carinhosa o que muitas das vezes o que é uma experiência dolorosa, a descoberta da sexualidade.

P.S.: É antes que esqueça o final do filme foge do padrão da maiorias dos filmes de cunho homossexual, o casal fica junto no final. 



24 comentários:

  1. Adorei! vou assistir.
    Continue postando 💕

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oiii,

    Que interessante, eu nunca tinha ouvido falar nada sobre o filme. Mas achei bem legal porque trata da descoberta do amor, como qualquer outro filme romântico. É interessante porque parece mostrar não só os problemas que eles enfrentam como a maioria dos outros filmes deste tipo, mas só o amor puramente, é só um casal comum que descobre o amor. Anotei a dica e vou conferir em breve.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado!
      Sim, o filme é maravilhoso, vale muito a pena assistir e ele tá no catalogo da netflix.

      Excluir
  4. Ola José adorei a indicação do filme, a premissa do filme é bem interessante. Dica anotada. abraços

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado!
      espero que goste doo filme, pois achei ele maravilhoso.

      Excluir
  5. recentemente descobri que a temática LGBT me agrada muito e esse filme pela sua resenha me pareceu ótimo, é bom ver algo assim testado com leveza e seriedade ao mesmo tempo, queria assistir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado, por comentar!
      é um ótimo filme, vale cada minuto assistindo.

      Excluir
  6. Gostei muito da proposta do livro, já li um livro que retratava a descoberta da sexualidade do individuo e foi tocante. Saber que a ligação entre os dois é tranquila, bem natural me agrada bastante. Não conhecia o filme, talvez por ser independente, mas quero conferir. Fiquei sem ar agora com o super spoiler no final .

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por comentar!
      Qual o livro? fique sem ar não assista, spoilers são necessários, kkk.

      Excluir
  7. Olá o filme parece ser bastante interessante não sabia dele vou procura para poder assistir dica anotada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado por comentar!
      o filme está disponível no netflix com o titulo de "BOYS"

      Excluir
  8. Olá,
    Eu não vejo muitos filmes (o que soa estranho quando falo para as pessoas hehehe) e este tema não é tão interessante pra mim. Mas gostei por ter uma boa fotografia, acho muito legal quando os filmes se preocupam com isso.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado por comentar!
      espero que veja mais filmes e coloque esse na lista pois vale muito a pena, não vai se arrepender.

      Excluir
  9. Olá, vi o cartaz desse filme em algum lugar e fiquei curiosa mesmo pra saber mais sobre ele, ficou ótimo o seu post, resolvi que vou assisti-lo assim que possível (bom saber sobre esse final).

    ResponderExcluir
  10. Oi José Marcos.

    Eu não sabia sobre este filme e achei muito interesse. Principalmente as informações que deixou sobre ele mostrando que é um filme leve de assistir. Vou anotar o nome para assistir em breve. Obrigada pela dica estou bem curiosa.

    Bjos
    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia esse filme, mas já gostei pela sensibilidade do roteiro e pelas belas fotografias que vc citou. Amei a sugestão porque penso que amor não tem idade nem barreira de gêneros. Abração.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu ainda não conhecia esse filme, mas, para ser sincera, não sou muito fã de filmes. Fiquei animada com sua resenha e por saber que esse filme foge do usual do gênero.
    Sua postagem me convenceu a assistir e acho que vou curtir muito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oie!
    Eu ainda não conhecia esse filme, e achei bem interessante. E ainda tem um tema bem atual. Acredito que vou gostar de assistir essa história.
    Muito interessante!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  14. Oi José! Assisti poucos filmes com essa temática, mas assisti uma análise bem legal no canal gay nerd sobre essas produções é sobre a necessidade de mostrar as dificuldades do gay, como se não fosse possível só viver um romance sem drama.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem? Não sou muito de assistir o livro deste tipo de temática, por geralmente não ter alguns elementos que me agrade, mas esse parece ser bem interessante. Mostrar a trajetória do descobrimento de fato deve ser algo interessante. Que bom que eles no final ficam junto. Dica anotada <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. OOOiiiii, nunca tinha ouvido falar desse filme, mas depois de ler a sua resenha, sinto que preciso ver ele pra ontem... Adoro produções independentes e saber que ele tem uma fotografia muito bem feita, sinto mais vontade ainda de assistir.... Super obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Ainda não tinha ouvido falar do filme e achei bem interessante a proposta dele. Mostrar a descoberta do amor seja ela de qualquer forma é sempre lindo. Adoro filmes que tem uma fotografia bem trabalhada.
    Muito boa a sua dica.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita! Comentários construtivos são sempre bem-vindos!
Caso tenha um blog, deixe o link do mesmo junto de seu comentário para que possamos retribuir a visita!