Filme: Extraordinário (Wonder)


Oi pessoas! Depois de quase um ano do lançamento desse filme resolvi escrever algumas palavras sobre esse filme “Extraordinário”.




Sinopse: Auggie Pullman é um garoto que nasceu com uma deformidade facial, o que fez com que passasse por 27 cirurgias plásticas. Aos 10 anos, ele irá frequentar uma escola regular, como qualquer outra criança, pela primeira vez. No quinto ano, ele precisa se esforçar para conseguir se encaixar em sua nova realidade.






O filme é baseado no livro Extraordinário escrito  por R. J. Palacio, lançado em 2012, o filme assim como o livro conta a historia de um garoto de dez anos chamado  Auggie, que nasceu com uma síndrome rara que causa deformidade facial. Por conta dessa rara síndrome Auggie passou por vinte e sete cirurgias e sempre foi educado por sua mãe em casa, o filme começa nesse momento pois sua mãe decide que o garoto merece e tem o direito de ir para escola e conviver com outras crianças.

É nesse momento que Auggie tem que conviver com outras crianças na escola é justamente o quinto ano, momento que é um pouco difícil para as crianças por diversas pressões psicológicas e sociais e tudo isso é mais intenso para o garoto Auggie pois todos olham e lhe julgam devido as deformidades faciais causada pela síndrome. O filme apresenta uma questão bem interessante, que é como é apresentado os pontos de vista, poderia basicamente apresentar a visão de Auggie e uma reflexão sobre esse ponto  mas não, o enredo do filme vai aos poucos mostrando  outros personagens e as visões sobre os fatos que envolve o protagonista e os demais acontecimentos, é um ponto bem interessante pois se cria uma dinâmica de entendimento ótima para o filme. Com isso o filme mostra que nem sempre estamos no centro da vida e que nem todos os acontecimentos são nossa culpa.



Essas transições são feita de maneira belíssima é algo muito fluido isso se dá ao belo trabalho da direção e do roteiro, outros pontos que me chamaram atenção foi as escolhas do elenco mirim, todas as crianças são incríveis e dão um show de atuação. Outro destaque são as falas de alguns personagens diante de certos acontecimentos são verdadeiros ensinamentos que se levam para vida.


Outro ponto que achei lindo são as relações de amizades que são construídas, o garoto  Auggie constrói verdadeiras amizades pelo seu carisma e pelo seu cativante jeito de ver o mundo. Os laços familiares são ressaltados e reafirmados como base para a construção do caráter do protagonista.



O filme é uma verdadeira lição de vida, de como devemos ver o mundo e as relações humanas que na sociedade atual estão cada vez mais plásticas. O filme ressalta que elementos como amizade, a família, o respeito, a empatia e gentileza são necessários para vida humana em sociedade de maneira leve, sutil e bem humorada, recomendo o filme pois é aquele tipo de filme que todo ser  humano necessita assistir antes de morrer.

“Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil.”
- Extraordinário





Sem Volta



"A trilogia épica de Charles Burns reunida num só volume. Sem volta é uma jornada delirante pelo território, incerto e sombrio, da memória. Uma história em quadrinhos que nos mantém visualmente eletrizados com sua atmosfera de sonho e realidade distorcida. Enquanto se recupera de um trauma devastador, o jovem Doug tenta juntar as peças do seu passado. Sua paixão por Sarah, uma estudante de artes brilhante e atormentada; a doença do pai. O que de fato aconteceu? Entre homenslagarto, ovos verdes gigantes e a cena punk do final dos anos 1970, a história vai sendo montada e desmontada. Como se Hergé encontrasse Burroughs num pesadelo de David Lynch, Charles Burns funde ação e mistério e mantém o leitor num estado de constante tensão nesta que é a reunião de sua célebre trilogia — X'ed Out, The Hive e Sugar Skull. Em que medida podemos confrontar o passado e conhecer a nossa própria história? É possível voltar atrás? 
“Burns tem o olhar de um observador alienígena chocado com a monstruosidade humana, mas irremediavelmente simpático ao nosso sofrimento. Ele cria as alucinações que eu escolheria ter.” — Daniel Pellizzari
“Uma das representações mais dolorosamente honestas e vividamente desenhadas a respeito da culpa.” — The Guardian."




Título:Sem Volta
Autor: Charles Burns
Ano: 2018
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 176 pgs
Compre: AmazonSaraiva


     Olá gente, vim  trazer hoje para vocês uma resenha de uma HQ que recebi de cortesia da Companhia das Letras, eu não tenho o hábito de ler quadrinhos, para falar a verdade, eu quase nunca leio quadrinhos, e não tenho muito embasamento teórico e nem experiência para falar sobre eles, por isso vim trazer aqui as minhas impressões de leitura. 

     Essa Hq é uma compilação da trilogia Sem Volta do autor Charles Burns, a história começa quando conhecemos Doug um garoto que acorda em um lugar desconhecido, todo machucado e com um ferimento na cabeça, até que ele vê um gato preto no quarto entrando por um buraco na parede e ao segui-lo estamos em um universo completamente estranho. A autor nos leva então a uma jornada pelo território da memória, ambientado no ano de 1970, e com uma narrativa não linear, começa a nos levar por duas realidades paralelas, passeando entre o sonho e o pesadelo, e entre o passado e o presente.
     Na realidade Doug vive no presente entre seu pai doente, festas com os amigos regadas a drogas e álcool, e sua namorada Sarah com problemas com o ex-namorado agressivo. No mundo paralelo, da fantasia, temos um mundo pós-apocalíptico com lagartos humanóides que trabalham em uma fábrica de ovos, porém quem põe esses ovos são mulheres, e esses ovos servem para alimentar toda a população.




     Enquanto Doug tenta se recuperar de vários traumas e erros do passado, e tenta aprender a lidar com suas memórias, fui caminhando pela narrativa me sentindo super perdida sem entender absolutamente nada do que estava acontecendo, porém no fim, e após ter lido duas vezes o livro, consegui entender a lição de moral básica, e acho que aí foi um dos maiores problemas para mim, o ator tenta falar de tanta coisa que no final não fala nada. Entende?

     Para mim essa foi uma história bizarra, sem sentido, viajada e absurda onde o autor tenta nos colocar dentro do pesadelo psicodélico e da vida real toda estranha desse personagem muito doido. Acho que deu para entender que não curti né? Mas também não sou fã de histórias sem sentido. Porém, trata-se apenas de gosto, pois andei lendo muitas críticas positivas sobre esse quadrinho, que possui uma diagramação excelente, formato grande e ilustrações muito interessantes.


"Tudo vai terminar de algum jeito… Porque tudo sempre chega ao fim, certo? Não tem volta. O último comprimido, o último cigarro, o último gole d’água… O último beijo.”

     Quem leu e teve outra opinião deixa aqui nos comentários que vou adorar ler... Beijos e até a próxima...




Mulher com Brânquias

Sinopse: “Rita, professora universitária, começa a ter visões de uma realidade paralela, como se estivesse o tempo todo mergulhada num aquário. Em casa, no trabalho ou na rua, ela se vê rodeada por seres aquáticos e especialmente pelo "grande peixe", uma criatura fantasmagórica que a persegue, mas que ninguém mais enxerga. Como se não bastasse, sua pele é tomada por escamas aos poucos, de forma dolorida e fantástica. Brânquias surgem em seu corpo, e isso pode significar o início ou o fim de uma jornada.




Título: Mulher com Brânquias
Autor: Patrícia Baikal
Ano: 2017
Editora: Edição Independente
Número de páginas: 248

Crítica: Fazia tempo que não sentia a necessidade de sentar e escrever sobre um livro como esse me fez sentir, geralmente termino de ler e só começo a ler outro após ter escrito a resenha do anterior, e enrolo de 2 a 3 dias pra isso acontecer. Hoje terminei Mulher com Brânquias e deve ter se passado umas duas horas até sentar aqui e falar com vocês sobre ele.

Olá Marujos, então já sabem qual livro é, um livro mais que querido escrito pela nossa autora parceira Patrícia Baikal e cedido pela mesma, Mulher com Brânquias foi de longe um livro com a escrita simples, bonito, intrigante e extremamente complexo.

A história é simples, Rita tem 32 anos, dois trabalhos, um marido, sem filhos e muitos, muitos medos. Já conhecemos a protagonista no meio de uma crise de alucinação que descobrimos que a acompanha desde a infância.

Em uma certa noite, após Rita ter uma crise e resolver relaxar, recebemos a notícia que sua tia, que a criou, acabou de falecer e vemos Rita voltando a sua cidade natal.

Com a viagem conhecemos suas histórias, o passado dos seus antepassados, e que sua bisavó, avó e mãe morreram aos 33 anos, e que há uma maldição, que diz que as mulheres da família morrem todas nessa idade.

Aprendemos a conhecer Rita com suas atitudes e com atitude das pessoas ao redor. Vemos que as pessoas da história, são normais, não temos uma protagonista perfeita, pessoas sem defeitos, temos pessoas reais.

Uma história que até poderia ser real, Patrícia nos faz entrar em um mundo que parece que ela está nos contando sua própria história ou que aconteceu com alguém que ela conhece.

Nos faz pensar em como levamos nossa vida, em ter coragem de enfrentar os problemas ou simplesmente aceitar como está. Amei de verdade esse livro, e recomendo a todas a realizarem a leitura.

Evitei contar fatos sobre o livro pois tem muitas reviravoltas que o gostoso é acompanhar no próprio mesmo e deixo isso para o leitor. Super recomendo.

Bjus, até a próxima.

Maria, uma história de amor e esperança


"É comum ver pessoas queixando-se da vida, quando na verdade se esquecem de olhar para dentro de si e ver o que é realmente importante... Este livro nos apresenta Maria. Uma mulher de história incrível, salva pessoas para quem a vida não foi muito boa. Ela desaparece misteriosamente após passar adiante a Mensagem de Deus. Em um mundo onde as pessoas vivem somente do "eu" sou "eu" quero, Maria nos apresenta novos princípios para ajudar as pessoas. E recorre a Sara Lamartine para transmitir sua mensagem, dizendo-lhe que sua missão ainda não está completa. Dia após dia as duas se encontram no apartamento de Maria nos fundos do estacionamento para conversar. De modo simples e agradável, Maria nos presenteia com ideias capazes de mudar nossa vida para melhor. Durante a leitura, o resumo dos pontos mais importantes do livro e reflexão sobre este ajuda na construção das qualidades pessoais necessárias para que você seja um profissional apto a trabalhar em qualquer empresa no século atual, que valoriza o conhecimento e a capacidade de coordenar multitarefas."




Título:Maria, uma história de amor e esperança.
Autor: Ed Odecam
Ano: 2018
Editora: Lura Editorial
Número de páginas: 78
Compre: Livraria Cultura


     Olá gente, como andam as leituras de vocês por aí? Hoje venho trazer a resenha desse livro super curtinho que é um amor de se ler, demorei mais uma menos uma hora para concluir a leitura e ele me deixou pensando ainda muito tempo depois.
     A história inicia quando Sara Lamartine, uma mulher super bem sucedida que possui sua própria empresa e acabou de escrever um livro, tenta entrar num estacionamento no meio de uma nevasca e a cancela do mesmo não levanta para ela estacionar seu carro. Aparece então Maria, uma senhora de idade, que se oferece para lhe ajudar a levantar a cancela, Sara acha muito estranho como uma senhora ia conseguir segurar tamanho peso, mas aceita a proposta, Assim, a senhora segura a cancela para o carro dela passar, e assim que ela estaciona e vai procurar Maria para agradece-la, ela já tinha desaparecido.
     E esse é o início do caminho de uma grande amizade. A partir daí elas se reencontram várias vezes e Sara fica fascinada por Maria, que é uma leitora e observadora da vida, e juntas as duas começam a ter conversas sensacionais sobre a humanidade. Dentre essas conversas Sara oferece a Maria para ler o seu livro e lhe dar uma opinião sincera, e Maria tenta então utilizar a abrangência do livro de Sara para levar sua mensagem para o mundo todo.
     Separei dois trechos das conversas entre elas para dar em vocês uma vontade de ler...
     
"- Em outras palavras, Maria, você está me dizendo que podemos programar nossa consciência? Mas como?- Muito simples. Basta ouvir ou ler repetidamente um pensamento ou afirmação , quer seja a maior verdade ou a mais desprezível das mentiras, e nossa consciência o imprimirá. E ele logo se tornara uma parte permanente de nossa verdade, tão forte que até agiremos de acordo com ele no futuro, sem pensar ou refletir."



"- Não estou sugerindo um estado de plena felicidade como escudo vitalício contra nossos problemas. Sei que é impossível. Os problemas, grandes ou pequenos, estarão conosco enquanto vivermos. A única ocasião em que encontrei pessoas sem problemas foi quando caminhei no cemitério. Não, a felicidade e o amor não são um veneno, são um antídoto... algo que nos capacitará a enfrentar nossos problemas e lidar com eles."

     Mais uma leitura nacional que dá gosto de ler...  a resenha ficou bem curtinha porquê o livro além de curto, é leve e fluido, cheio de significado nas entrelinhas. Vale muito a pena dedicar um tempinho para ele. Beijos e obrigada por estarem sempre por aqui. Até a próxima...



Autores Parceiros: Joel Borella e Kelly Cortez


E trazemos mais dois lindos autores parceiros para vocês conhecerem.


Joel Fernando Borella nasceu em 26/05/1985, se formou em Psicologia em (2007), fez Mestrado (2013) e é doutorando (2015) em Psicologia Social no Núcleo de Psicologia Política e Movimentos Sociais na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. É Coordenador de curso, Coordenador de Serviço escola, Professor e Supervisor de estágio em Psicologia Social e Psicologia Humanista em um curso de Psicologia no interior de São Paulo. Poeta. Autor do Livro A POESIA DOS MEUS OLHOS.

O livro A POESIA DOS MEUS OLHOS é um compilado de poesias, contos e pensamentos que me acompanha desde a adolescência. O livro trata sobre relações, cotidianos, vida, amore e os desamores. Não é um livro que busca ou traz um aleto pronto. É um livro que inquieta, desnuda e provoca o leitor a procurar seus próprios bálsamos.
Apresenta as minhas cicatrizes, porém, não com pesar, mas sim, como uma forma de viver a vida buscando a liberdade e todas as asas que carrego em meu peito. A POESIA DOS MEUS OLHOS apresenta meus olhos para a vida. Viaje comigo.




Kelly Cortez é psicóloga e escritora. Autora de O farol do porto da paz (2012), Editora Novo Século e Aconteceu em Paris (2018), Mundo Uno Editora. Leitora avida desde a adolescência onde começou os primeiros rascunhos. Apaixonada por livros, cinema e cachorros.







É possível fugir do destino?Liza tentou.Com o coração estilhaçado em um milhão de pedaços, abandonou a família, amigos e faculdade, é tentou reconstruir a vida do outro lado do oceano.
Em Paris ela pôde finalmente se dedicar a sua arte.No entanto, inesperadamente, Liza se depara com os olhos negros e sorriso sedutor que a tinham feito fugir...Aconteceu em Paris.









Espero que tenham gostado da novidade, logo mais resenha.
Bjus e até a próxima.

A volta ao mundo em 80 dias


Sinopse: "Um dos mais conhecidos e adorados romances de Jules Verne. Londres, 1872. Ao sentir-se desafiado por seus companheiros de clube, o cavalheiro inglês, Phileas Fogg, aposta que é capaz de dar uma volta ao mundo em apenas 80 dias, arriscando todo o seu dinheiro. Homem misterioso, de poucas palavras e rotina inabalável, Fogg inicia a viagem no mesmo dia, levando consigo apenas seu empregado recém-contratado, o francês Jean Passepartout e uma bolsa. A volta ao Mundo em 80 Dias é uma incrível aventura pelos mais diversos locais, culturas e situações. De Londres a Yokohama e de lá para Nova York, passando por Mumbai, Hong Kong, São Francisco e outras, em barcos, elefantes, trens e trenós a vela, Verne leva nossos heróis, aos quais se juntarão o Inspetor Fix e a deslumbrante Monique Laroche, a enfrentar tempestades marítimas, fanáticos religiosos, sabotagens e ataques de índios e de lobos famintos. Essa edição traz o texto integral de Verne, apresentação de Joca Reiners Terron, tradução de André Telles, cerca de 30 ilustrações originais e mais de 200 notas, além de cronologia de vida e obra do autor. A versão impressa apresenta ainda capa dura e acabamento de luxo."


Título: A volta do mundo em 80 dias
Autor: Jules Verne
Ano: 2017
Ano de lançamento: 1872
Editora: Zahar
Número de páginas: 242
Compre: AmazonSaraiva


Olá gente linda!!! A resenha que trago hoje é de um livro clássico e super gostoso de ler. Quem não largaria tudo para dar a volta ao mundo? Jules Verne é um escritor de ficção do século XIX e é considerado até hoje o pai da ficção científica. Dentro da sua narrativa podemos ver como ele estudou sobre tudo que escreveu, e foi o primeiro a falar sobre desde veículos submarinos e viagem a lua, é um dos escritores mais traduzidos da história. Outros romances conhecidos seus são: Viagem ao centro da terra e Vinte mil léguas submarinas.
     Mr. Fogg, o protagonista desse livro, é um homem rico, sistemático, solitário, fechado e que possui rotinas e horários tão rígidos que nunca são alterados. Porém, esse homem tão emblemático, resolve embarcar em uma aventura com seu mais novo criado Passepartout após fazer uma aposta com seus colegas do clube que frequentava, que seria possível dar a volta ao mundo em 80 dias.
    Após vários cálculos e um roteiro de viagem perfeitamente elaborado eles embarcam nessa aventura que têm tudo para dar errado, pois qualquer atraso ou desvio de roteiro podem fazer eles perderem algum navio ou trem, e isso pode acarretar o fim da aposta e a perda de metade da sua renda, sendo que a outra metade já está sendo consumida na viagem.

Roteiro da viagem: De Londres a Suez (7 dias) --> De Suez a Bombaim (13 dias) --> De Bombaim a Calcutá (3 dias) --> De Calcutá a Hong Kong (13 dias) --> De Hong Kong a Yokohama (6 dias) --> De Yokohama a São Francisco (22 dias) --> De São Francisco a Nova Iorque (7 dias) --> De Nova Iorque a Londres (9 dias) --: TOTAL 80 dias

    Paralelo a tudo isso, sabemos que uns dias antes deles embarcarem na aventura, houve um assalto em um banco, e com isso eles se tornam os maiores suspeitos do roubo e o detetive Fix, responsável pelo caso, acaba caindo de paraquedas nessa aventura, ao ter que perseguir o sr. Fogg e não perdê-lo de vista até a chegada do mandado de prisão.

"O efeito causado pelo telegrama não poderia ser mais rápido. A imagem do respeitável cavalheiro cedeu lugar à do ladrão de banco. Sua fotografia, retirada do arquivo do Reform Club, foi examinada detalhadamente. Seus traços pareiam idênticos aos do homem descrito no inquérito. Todos se lembraram da vida misteriosa de Fogg, do seu isolamento e da subida partida. Parecia obvio que a viagem de volta ao mundo, com o pretexto de uma aposta insensata, tratava-se de um plano para despistar a polícia inglesa."

   O livro é cheio de reviravoltas incríveis e muitas trapalhadas do criado Passepartout (que apesar de fiel e do bom coração, acaba caindo em várias ciladas), uma incrível investigação e perseguição policial do detetive Fix, e o romance que amolece o coração de Fogg.
     O autor faz a gente viajar junto com os personagens, e apesar da leitura inicial ser um pouco difícil e a história custar um pouco a deslanchar, vale super a pena se esforçar e continuar a leitura, porque quando você menos esperar, não vai mais conseguir largar. Verne nos faz conhecer lugares incríveis e vem nos contando fatos históricos verídicos de cada localidade, nos trazendo a memória as aulas de história e seus vários acontecimentos mundiais.
     Leitura super recomendada... Beijos e até a próxima....


Garota-Ranho - Vol 1

Sinopse: Do mesmo criador do fenômeno Scott Pilgrim, Garotaranho é uma das séries mais ousadas, engraçadas e espertas dos quadrinhos atuais. Lottie Person é uma blogueira de moda que vive uma vida absolutamente incrível — ou pelo menos é o que ela quer que você acredite. A verdade é que sua alergia está fora de controle, seu nariz não para de escorrer, o namorado a trocou por uma garota mais nova e é possível que ele tenha cometido um homicídio. Este é o primeiro volume do sensacional Garotaranho, de Bryan Lee O'Malley, criador de Scott Pilgrim, e da desenhista Leslie Hung.


Título: Garota-Ranho - Vol. 1
Autor: Bryan Lee O'Malley, Leslie Hung com Mickey Quinn
Ano: 2018
Editora: Quadrinhos na Cia
Número de páginas: 136
CompreSaraivaAmazon


Crítica: Fala Marujos, Garota-Ranho (livro cedido pela editora) era uma HQ que não dava nada por ela, não esperava muito, e me surpreendi. Conta a história de Lottie, uma blogueira com muita alergia, e que seu nariz não para de escorrer, e ela faz diversos tratamentos para acabar com esse problema.


O que ela não espera é que, após a medica de costume dela tirar licença, começar um novo tratamento e parece que o mesmo tem efeitos colaterais, e é ai que os problemas começam.

A mesma mostra o por trás da fama, a verdadeira imagem da Lottie, e que ela mesma não aceita, além do mais ela acabou de ser abandonada pelo namorado, e ele já está com outra namorada (o que também é surpreendente e enervante), senti a mesma raiva junto com ela após descobrir quem é a menina. Fora isso, Lottie nunca está satisfeita com o que tem, nem com suas amigas. A mistura de vários sentimentos extremos e remédios.

Realmente uma mistura não muito boa que me surpreendeu, a desenhista Leslie Hung tem um trabalho maravilhoso e fiquei totalmente encantada com seu trabalho.


Com um trabalho impecável fiquei ansiosa pro vol. 2. Quero pra ontem, preciso saber o que realmente está acontecendo. Me surpreendeu e estou apaixonada por essa HQ. Super RECOMENDO.

Bjus, até a próxima.

A Casa dos Pesadelos

Sinopse: “Dez anos depois de estar cara a cara com aquela assombração, Tiago finalmente concorda em voltar à mesma casa para visitar sua avó. Agora adolescente, ele pretende provar para si mesmo, que a terrível imagem que o aterrorizara nas madrugadas por tanto tempo, não passava de uma criação tenebrosa da infância. Mas, ao chegar no casarão, o jovem se depara com o misterioso quarto de seu falecido avô, agora mantido fechado, e tratado como espaço proibido. As restrições com relação ao aposento, as sensações e barulhos no meio da noite logo alimentam nele a suspeita de que algo terrível habita o local. Tomado por uma estranha coragem e desejo de ver-se finalmente livre do medo, tudo que o rapaz deseja é descobrir o que há por trás daquela porta. Então, o pesadelo toma novo impulso quando a figura sombria da infância mostra-se real novamente... mas, desta vez, ela quer atacar o seu irmão mais novo. Determinado a impedir que o caçula passe por terror semelhante, Tiago, mesmo apavorado, decide enfrentar a criatura. E o que descobre expõe terríveis segredos do passado que ninguém poderia imaginar.




Título: A Casa dos Pesadelos
Autor: Marcos DeBrito
Ano: 2018
Editora: Faro Editorial
Número de páginas: 144
CompreSaraivaAmazon

Crítica: Olá Marujos, vamos falar de livro realmente pesado e assustador da nossa editora parceira Faro Editorial. O livro foi cedido pela editora e é um digno terror, hoje A Casa dos Pesadelos.




Apesar de ser um livro de terror o que me deixou mais assustada foi o ar e o implícito dentro da história. A edição está maravilhosa, e como sempre a Faro Arrasa.

Tiago após dez anos volta à casa de sua avô e enfrenta um grande trauma que teve quando criança, (novamente o trauma, segunda resenha seguida que falo sobre isso). Basicamente Tiago teme um fantasma que ele vê durante a noite.

Ele tem um irmão mais novo, que acaba sabendo da história do fantasma e começa a vê-lo também, já a avô, que mora a anos na casa além de super estranha deixa a entender que não gosta do neto e ele está só chamando a atenção.

Foi uma leitura difícil pra mim, li com calma, não por ser assustador, simplesmente não me prendeu. No fim, vemos o desfecho do que realmente ocorreu, e não fiquei tão surpresa pois o autor deixa algumas pistas no decorrer do livro, e eu as amarrei.

Bom, o fim da uma justificativa plausível as visões de ambos os meninos, e é realmente assustadora, tive pesadelo com o que ocorreu e não com o fantasma. Como é minha primeira resenha de um livro de terror, acredito que o livro cumpriu o efeito que deveria cumprir. Por isso fiquei sem saber o que senti com ele.

Acho que estou em choque até o dado momento que lhes escrevo essa resenha, mas vamos ao famoso se eu recomendo?? Claro que sim, amo os livros do Marcos, e esse foi um pouco diferente dos outros, mas com o efeito tão bom quanto. Só um pouco diferente.

Então leiam esse livro e depois venham conversar comigo, além do mais só consigo dizer que apesar de o livro ter cores, li a história toda em tons de cinza.

Bjus, até a próxima.

A mulher entre nós


"Um livro de suspense que explora as complexidades do casamento e as verdades perigosas que ignoramos em nome do amor. Aos 37 anos, a recém divorciada Vanessa está no fundo do poço. Deprimida, morando no apartamento de sua tia, ela não tem filhos, dinheiro ou amigos verdadeiros. Ao descobrir que Richard, seu rico e carismático ex-marido, está prestes a se casar de novo, algo dentro de Vanessa se quebra. A partir de agora, sua vida irá revolver em torno de uma única obsessão: impedir esse matrimônio. Custe o que custar. Na superfície, Nellie se parece com qualquer outra jovem bela e sonhadora que veio para Manhattan começar sua tão sonhada vida adulta. Mas a personalidade tranquila que ostenta é apenas uma fachada. Em sua mente, perdura um segredo que a fez fugir de sua cidade natal e que a impede de caminhar em paz quando está sozinha. Ao conhecer Richard – bem sucedido, protetor, o homem dos sonhos – ela finalmente começa a sentir-se segura. Ele promete protegê-la de todos os males, para o resto de sua vida. Mas, de repente, ela começa a receber ligações misteriosas. Fotografias em seu quarto são movidas de lugar. O lenço que ela planejava usar em seu casamento desaparece. Alguém está perseguindo a, alguém quer o seu mal. Mas quem?"


Título: A mulher entre nós
Autor: Greer Hendricks e Sarah Pekkanen
Ano: 2018
Editora: Paralela
Número de páginas: 352
Compre: SaraivaAmazon


     Olá gente bonita, como vocês andam? Já chegamos ao meio do ano e a minha pilha de leitura só está crescendo, como diz uma tirinha que vi alguns meses atrás, comecei o ano com 80 livros na estante para ler e cheguei ao meio do ano com 100. Essa matemática tá meio errada né? Mas atire a primeira pedra quem nunca comprou livros sem terminar de ler os livros guardados!!!
    Nós recebemos esse livro pois participamos do grupo de apoio da Editora Companhia das Letras. Já tinha ouvido, lido e visto muitas resenhas dele por aí, mas confesso que não é o tipo de leitura que normalmente me atrai e que compraria facilmente na livraria, porém foi uma leitura super gostosinha, aquele livro vira páginas que ficamos super ansiosos para saber o final. Aqui vai o teaser do livro para vocês sentirem um pouquinho do drama:





     Essa resenha foi bem difícil de escrever, pois esse é um livro cheio de reviravoltas e tudo que você imagina muda de uma hora para outra. Bem como fala na chamada da própria editora:

Quando você ler este livro, vai fazer várias suposições.Vai supor que está lendo sobre uma ex-mulher ciumenta e obcecada.Vai supor que está lendo sobre uma jovem prestes a se casar com o homem que ama.Vai supor que a primeira mulher era um desastre, e que o marido fez bem em se livrar dela.Vai supor que conhece os motivos, a história e a dinâmica desses relacionamentos.Chegou a hora de parar de fazer suposições.

     Então vou contar resumidamente sobre o enredo, sem dar spoiller. A história é dividida em três partes. Na primeira conhecemos Vanessa e Nellie, a primeira é uma ex-mulher em depressão que se divorcia de Richard, um suposto homem perfeito e rico, e que após o processo do divórcio ficou sem nada e começou a trabalhar em uma loja. Nellie é uma garota que está completamente apaixonada e que aparentemente está noiva de Richard (ex-marido de Vanessa) e vai se casar com ele em breve. 
      Vanessa trabalha atualmente em uma loja de grife, e após atender uma de suas antigas conhecidas descobre que Richard está para se casar, e é ai que decide que não vai deixar isso acontecer NUNCA, e começa a perseguir a atual pretendente para descobrir tudo que estava acontecendo e a partir daí destruir esse futuro casamento.


Tento dizer a mim mesma que também é a última vez que faço isso. Que vou deixá-la em paz. Seguir em frente. Seguir em frente para onde?


     Tudo nos começa a ser apresentado de uma maneira bem detalhada e aos poucos vamos conhecendo como o relacionamento de Richard e Vanessa começou, como ela vivia constantemente apavorada devido a erros do passado, e como seu marido foi seu príncipe encantado, seu protetor. Mas todos nós sabemos que no mundo real não existem príncipes encantados, apenas homens, cheios de defeitos humanos e que muitas vezes se deixam levar por suas intempestividades.
     A medida que a leitura vai caminhando começamos a conhecer profundamente as personagens e a partir daqui fica muito difícil continuar resenhando sem dar um baita de um spoiller que vai acabar estragando todo o prazer da leitura para vocês, mas posso garantir que o plot twist é de derrubar forninhos. Mas uma coisa fica bem evidente no livro e vale prestar atenção desde as primeiras frases, Richard é um homem perfeito, ATÉ DEMAIS.....
     A partir da segunda parte do livro nos vão sendo apresentados alguns novos personagens e começamos a entender de verdade a complexidade de toda a trama, começamos a nos envolver com os dilemas de Vanessa e com tudo que aconteceu na vida dela, começamos a entender os erros passados, tudo que a levou a cair de cara nesse relacionamento que acabou afastando-a de todos que eram importantes para ela. Para mim a partir do final da primeira parte, onde a gente liga os pontos principais da história, fica muito difícil de largar o livro, tudo fica muito complexo e ficamos ansiosos para saber como Vanessa vai conseguir resolver a teia de aranha em que se meteu, e de como aos poucos ela começa a sair do fundo do poço e redescobrir seu verdadeiro eu. 
     Só posso dizer que esse é um trhiler que vale muito a pena ler, tudo que eu pensei no início do livro foi totalmente desconstruído, mostrando que nem só de aparência se forma a personalidade do homem. E quando a gente pensa que a história acabou e que já descobrimos tudo que tinha para ser revelado, os autores vem e jogam duas bombas novas na nossa mão, uma delas achei meio desnecessária, mas acredito que os autores não quiseram deixar nenhuma ponta solta. Só posso dizer que foi uma leitura muito interessante, e para quem gosta desse gênero literário vale super a pena dar uma chance. E não se engane pelo início da narrativa porque tudo pode e vai mudar.
      Beijos e até a próxima....









Dear Heart, Eu odeio você!

Sinopse: “Jules era viciada em trabalho. Colocando sempre o amor em segundo plano, sua principal meta era construir uma carreira com sólida reputação. Cal Donovan era muito parecido. Ele havia traçado uma lista de objetivos para alcançar na vida, e nela só havia espaço para ascensão profissional. Mas um encontro ao acaso muda tudo. De repente, o amor não parece uma distração para atrapalhar seus planos. Como fazer um relacionamento dar certo quando a sua cara-metade mora a milhares de quilômetros de você? Como viver esse amor sem abandonar tudo o que construiu? Algumas vezes as nossas mentes elaboram planos, estabelecem metas, perseguem sonhos. E algumas vezes os nossos corações ignoram as nossas mentes e decidem apostar no amor.

Título: Dear Heart, Eu odeio você!
Autor: J. Sterling
Ano: 2017
Editora: Faro Editorial
Número de páginas: 288
CompreSaraivaAmazon

Crítica: Olá Marujos, como todos sabem não sou de ler romance, e quando leio é mais YA, ou nacional, e nunca hot, hoje trago uma novidade um romance daqueles melosos, mas bem melosos mesmo. Dear Heart me mostrou o porquê de odiar romances, e me mostrou porque eu não deveria odiar. Um livro que foi fofo e chato, lento e rápido, que eu gostei e não gostei.

Sabe aquela mulher fodona, linda, inteligente, trabalha pra caramba, ganha bem, tem uma vida perfeita e uma casa perfeita, mas só faltava o amor perfeito, então, essa é Jules (sim, eu estou com invejinha). Agora sabe aquele cara gostoso, bonito, inteligente e com a vida feita que só precisa chegar na vida da mulher perfeita pra tudo ser perfeito?? Pois é esse é o Cal, o cara perfeito que faltava pra Jules.

Sim gente um livro clichê que te prende do início ao fim, que você torce pelo casal e ama os dois do início ao fim, ama os seus amigos, ama a sua vida e quer sim outros livros, PRINCIPALMENTE da história dos amigos, pois eu quero sim um livro sobre a Tami e sobre o Lucas.

Como toda história de amor, tem que ter um bom drama para que você ache que não vai dar certo (mesmo sabendo que vai dar certo), e sim gente eu fiquei de coração partido com Jules quando acontece o que tem que acontecer.

Uma linda história de amor verdadeiro que todos desejam, e que nos faz sonhar mais um pouquinho à espera do príncipe encantado. Eu fico completamente dividida ao escrever essa resenha, porque amo/odeio. Agora basta você ler e saber se você ama ou não. Eu recomendo muito.

Bjus, até a próxima.